Imprimir esta página   Enviar esta página por e-mail   Consultar estatística do site   Contactar serviços
Flash Menu Placeholder.





















As minhas sugestões
As minhas sugestões As minhas sugestões PDF

A Póvoa de Varzim e a Grande Guerra
A Póvoa de Varzim e a Grande Guerra A Póvoa de Varzim e a Grande Guerra

Guia <b>501 filmes para ver durante a vida</b>.    Última versão
Guia 501 filmes para ver durante a vida. Última versão Guia <b>501 filmes para ver durante a vida</b>.    Última versão PDF

Filmes DVD entradas em 2017
Filmes DVD
entradas em 2017
Filmes DVD entradas em 2017 PDF

online:
hoje: 96 
ontem: 754 
este mês: 15565 
este ano: 173948 
total: 1690440 
último:
 

REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES

Em 1996 o Ministério da Educação inicia um Programa de Rede de Bibliotecas Escolares com a finalidade de instalar e desenvolver bibliotecas nas várias escolas dos diferentes graus de ensino.

À semelhança das bibliotecas públicas, as bibliotecas escolares funcionam em regime de livre acesso, num espaço próprio, com equipamento específico e fundo documental diversificado. Além disso, estão também disponíveis recursos multimédia, destinados à consulta e produção de documentos em diferentes suportes. Estes recursos complementam e enriquecem as metodologias de ensino e os manuais escolares.

As Bibliotecas Escolares devem constituir um pilar indispensável ao processo educativo, sendo-lhes atribuído um papel central em domínios tão importantes como incentivo à leitura e fomento da literacia. Elas tentam enraizar na população juvenil uma motivação distintiva, com desenvolvimento das suas capacidades de observação, selecção e crítica. Para além disso, estimulam intelectualmente todos os membros da comunidade escolar, aprofundando a sua cultura cívica, científica, tecnológica e artística. A biblioteca no interior da escola, exerce uma função dinamizadora e contígua na formação de futuros cidadãos.

O Programa Rede de Bibliotecas Escolares desenvolve a sua acção através de duas modalidades de intervenção, candidaturas concelhia e nacional, mobilizando meios técnicos, financeiros e recursos humanos.



A REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES NO CONCELHO DA PÓVOA DE VARZIM

O Programa da Rede de Bibliotecas Escolares é coordenado a nível nacional pelo Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares em articulação com outros serviços do Ministério da Educação, nomeadamente as Direcções Regionais. As Câmaras Municipais/Bibliotecas Municipais têm sido um importante aliado, conseguindo ao nível do 1º ciclo uma operacionalização no terreno mais consistente em perfeita sintonia com os anseios e disponibilidade das escolas.

A Câmara Municipal, por intermédio da Biblioteca Municipal tem experiência de trabalho com as escolas no apoio às suas bibliotecas e nas actividades de promoção da leitura. Colaboramos no desenvolvimento de actividades de extensão cultural, educativa e técnica em bibliotecas escolares de todos os níveis de ensino do concelho, integradas na rede de bibliotecas escolares, estendendo tal apoio a algumas escolas que, não estando integradas na rede nacional, possuem condições físicas para a existência desse espaço. Proporcionamos actividades de animação e promoção da leitura, com o empréstimo de exposições temáticas, mostras bibliográficas, elaboração de folhetos sobre as efemérides mundiais e nacionais, com Sugestões de Leitura, a realização da Hora do Conto, ateliers e acções de formação para professores.

Relativamente às Bibliotecas Escolares do 1º ciclo, em 1999, surge no concelho da Póvoa de Varzim a primeira Biblioteca Escolar, na Escola do Ensino Básico 1º Ciclo nº3 (Escola do Desterro). Esta nasce de um processo de Candidatura Nacional, ou seja, trata-se de uma escola que desenvolveu experiências significativas em matéria de organização, gestão e dinamização de Bibliotecas Escolares e, por esse motivo foi reconhecida e premiada com a instalação de uma biblioteca.

No ano de 2003, o concelho da Póvoa de Varzim foi integrado na Rede das Bibliotecas Escolares, pela via da Candidatura Concelhia, permitindo uma intervenção a nível dos estabelecimentos de ensino público da dinâmica de cada Escola, em torno das actividades de leitura e da importância conferida à utilização de recursos de informação no seu desenvolvimento curricular, assim como do espaço disponível para acolher ou melhorar esse equipamento educativo.

Na 1ª fase desta candidatura concelhia 2003, foram seleccionadas três escolas do 1º ciclo do ensino básico:
     - EB1 Póvoa de Varzim n.º 2 - Sininhos
     - EB1 Póvoa de Varzim n.º 6 - Século
     - EB S. Salvador n.º 3 - Terroso

Além destas escolas do 1º ciclo, também as escolas EB 2/3 de Beiriz e EB 2/3 de Rates foram integradas nesta fase.

A 2ª fase desta candidatura, contemplou a integração de mais duas escolas do 1º ciclo:
     - EB1 Aldeia Nova n.º 1 - Aver-o-Mar
     - EB1 Aldeia Nova n.º 3 - Aver-o-Mar

No ano 2005, a Escola Secundária Rocha Peixoto foi também integrada.

No ano 2006, mais uma vez, o concelho da Póvoa foi contemplado com a integração de duas escolas do 1º ciclo:
     - EB1/JI Aldeia nº3, Aguçadoura
     - EB1/JI Teso, Estela

ZONAS FUNCIONAIS:

     - Zona de atendimento
     - Zona de leitura de documentos impressos
     - Zona de leitura informal - jornais, revistas e álbuns
     - Zona multimédia - áudio, vídeo, Internet

SERVIÇOS DISPONÍVEIS:

     - Consulta de documentos em livre acesso
     - Empréstimo domiciliário
     - Literatura geral, infantil e juvenil
     - Pesquisa na Internet e CD-Rom
     - Jogos didácticos
     - Jornais locais, regionais e nacionais
     - Consulta de documentação áudio e vídeo
     - Visionamento de vídeos e audição de CD`s

Estas bibliotecas contam com o apoio da Direcção Regional de Educação do Norte, da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e respectiva Biblioteca Municipal e também do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares. Estas entidades celebraram entre si um acordo de cooperação que formaliza o envolvimento das partes na concretização das Bibliotecas Escolares existentes no concelho da Póvoa de Varzim.



PLANO NACIONAL DE LEITURA NA PÓVOA DE VARZIM

Em Junho de 2006, o Plano Nacional de Leitura (PNL) foi concebido com o objectivo de reforçar a implementação da promoção da leitura na sociedade portuguesa, em especial na escola básica mas também noutros contextos, e a elevação dos níveis de literacia da população.

O envolvimento do PNL estendeu-se às bibliotecas públicas, em acções de animação do livro e da leitura, em continuidade com os programas de promoção de leitura, e no estabelecimento de protocolos com algumas autarquias do país, para apoio financeiro aos agrupamentos escolares dos respectivos concelhos, para a aquisição de livros destinados à leitura orientada na sala de aula, nos jardins de infância e escolas de 1º e 2º ciclos do ensino básico, desde que o número de exemplares de cada título seja um livro para dois alunos.

O Município da Póvoa de Varzim foi um dos que aderiu a este protocolo de parceria de 5 anos (assinado a 9 de Março de 2007), com início em Setembro, do ano lectivo de 2006/2007, permitindo que todas as escolas do concelho, desde o pré-escolar até ao segundo ciclo, independentemente de terem ou não biblioteca escolar integrada na rede de bibliotecas escolares, tivessem acesso a um maior número de livros, no espaço da sala de aula e nas suas escolas.

Além dos fundos documentais existentes nas bibliotecas escolares, o PNL proporcionou a aquisição de livros, possibilitando a sua presença alargada nas salas de aula, o contacto físico dos alunos com eles e a leitura orientada, incentivando uma maior organização e formalização das práticas de leitura, mesmo nas escolas que não possuem bibliotecas escolares.

Em termos de financiamento, o protocolo estabelece relativamente ao PNL, com base em critérios de população escolar de cada concelho, e ao facto de possuir ou não biblioteca escolar, a atribuição do montante de 96.000.00€ (19.200.00€/ano) no prazo de 5 anos, para a aquisição de livros para as bibliotecas escolares das instituições educativas do nosso concelho. Cabendo ao Município da Póvoa de Varzim, também a atribuição desse montante para a aquisição de conjuntos de livros destinados à leitura nas salas de aula e demais actividades curriculares. Todavia, consoante os orçamentos de cada organismo, a verba a atribuir poderá ser diferente, perfazendo ao fim dos 5 anos, em 2011, a totalidade estipulada para cada um (96.000.00€)



SABE - Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares - Implementação

Por parte da Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, o SABE - Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares, apesar de não estar instituído em termos oficiais, existe em termos práticos.

Conta com o apoio de uma bibliotecária, duas técnicas profissionais de biblioteca e documentação e da equipa do Serviço Educativo.

Enquanto recurso técnico especializado, tem a função de prestar colaboração técnica às escolas no domínio da criação, organização, gestão e funcionamento, disponibilização de recursos informativos e de animação das bibliotecas escolares; promover a articulação das bibliotecas escolares com as outras bibliotecas do concelho, procurando formas de cooperação e rentabilização de recursos; participar na formação contínua dos profissionais envolvidos nesse serviço; e fazer a ligação entre a Autarquia, a Biblioteca Municipal e o Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares, do Ministério da Educação.

Relativamente às bibliotecas escolares do 1º ciclo, foi atingido o objectivo tanto pela Câmara Municipal, que tem a seu cargo todo o trabalho de adaptação dos espaços, bem como pela Biblioteca Municipal que dá todo o apoio técnico. Foram feitos todos os procedimentos técnicos, tendo em vista o tratamento do fundo documental que cada uma vai receber, e que em colaboração com as escolas, foi objecto de uma selecção cuidada, com o intuito da constituição de um acervo documental pluralista e que vá ao encontro das necessidades das diferentes escolas.

Ao mesmo tempo que são feitos a aquisição e tratamento técnico do fundo documental é realizado todo o processo de aquisição de mobiliário específico, equipamento audiovisual e informático, que para estas bibliotecas escolares do 1º ciclo compete à Câmara Municipal, para onde são transferidas as verbas provenientes do Ministério da Educação.

Após a colocação do mobiliário, uma equipa da Biblioteca desloca-se às diferentes escolas, onde coloca todo o equipamento audiovisual e informático e o põe operacional, bem como faz a arrumação do fundo documental com a respectiva sinalética necessária para tornar o acesso livre ás estantes mais facilitado para os utilizadores.

Após a realização destas tarefas, dá-se por concluído o processo de instalação da Biblioteca Escolar; dando-se a conhecer o novo espaço, sensibilizando todos os elementos da comunidade escolar, da associação de pais e outros agentes educativos, para a importância deste novo equipamento no interior da escola da comunidade onde está inserida.

Todavia a colaboração da biblioteca municipal não se esgota nesta fase, havendo dentro das possibilidades uma colaboração continuada ao nível do apoio técnico, na partilha de recursos de informação e na animação dos espaços.

O apoio dado às bibliotecas escolares tem tido mais incidência nas escolas do 1º ciclo. No entanto, a Biblioteca Municipal também tem apoiado as bibliotecas escolares dos outros graus de ensino, as EB 2/3 do ensino básico e as escolas secundárias do concelho, no incremento de actividades de extensão cultural e educativa, e na promoção da leitura.

Os recursos existentes nas escolas têm contribuído para um aumento de apetência para a leitura por parte dos jovens, em que os hábitos criados na 1ª infância vão acompanhar os jovens ao longo da vida, criando-se uma cumplicidade cada vez maior entre as bibliotecas escolares e a biblioteca municipal.

O ritmo de crescimento dos vários serviços e o cada vez maior número de exigências a serem colocadas à biblioteca municipal, as orientações do Plano Nacional de Leitura, com a oferta de livros a todas as escolas do concelho, desde os Jardins de Infância a escolas do 1º e 2º ciclo, independentemente de terem ou não biblioteca escolar, faz com que o ano de 2009 seja o ano de arranque para uma nova fase para as bibliotecas escolares do concelho, com a institucionalização do SABE.

Quanto à rede de bibliotecas escolares no concelho, a constituição da Rede Concelhia de Leitura Pública, depende de um Catálogo Colectivo Municipal, prendendo-se com a aquisição de um sistema informático, que permita a criação de uma rede municipal de bibliotecas, que integre a biblioteca municipal, os pólos de leitura, e as várias bibliotecas escolares, potenciando sinergias de instituições que têm objectivos e sensibilidades comuns.
Pretendemos tornar a informação bibliográfica tão acessível como a informação da Internet, sendo necessário que os catálogos da biblioteca municipal e bibliotecas escolares estejam acessíveis de forma eficaz e completa, e que se faça de forma rápida.


 
Biblioteca Municipal
Rocha Peixoto

Rua Manuel Lopes
4490-664 Póvoa de Varzim

+351 252 616 000
biblioteca@cm-pvarzim.pt


<b>Biblioteca Municipal  Rocha Peixoto</b>  Rua Manuel Lopes  4490-664 Póvoa de Varzim   +351 252 616 000  biblioteca@cm-pvarzim.pt











Repositório Digit@l  João Francisco Marques
Repositório Digit@l
João Francisco Marques
Repositório Digit@l  João Francisco Marques



Repositório Digit@l  ROCHA PEIXOTO
Repositório Digit@l
ROCHA PEIXOTO
Repositório Digit@l  ROCHA PEIXOTO

saber mais
saber mais saber mais

biblioteca | início  
...
  Câmara Municipal da Póvoa de Varzim
 
. | . | .

[ (c) 1995-2016 Biblioteca Municipal Rocha Peixoto - Póvoa de Varzim ]