Imprimir esta página   Enviar esta página por e-mail   Consultar estatística do site   Contactar serviços
Flash Menu Placeholder.





















<i>Póvoa de Varzim</i> boletim cultural exposição documental
Póvoa de Varzim
boletim cultural
exposição documental
<i>Póvoa de Varzim</i> boletim cultural exposição documental

As minhas sugestões
As minhas sugestões As minhas sugestões PDF

A Póvoa de Varzim e a Grande Guerra
A Póvoa de Varzim e a Grande Guerra A Póvoa de Varzim e a Grande Guerra

Guia <b>501 filmes para ver durante a vida</b>.    Última versão
Guia 501 filmes para ver durante a vida. Última versão Guia <b>501 filmes para ver durante a vida</b>.    Última versão PDF

Filmes DVD entradas em 2018
Filmes DVD
entradas em 2018
Filmes DVD entradas em 2018 PDF

online:
hoje: 438 
ontem: 800 
este mês: 5940 
este ano: 320406 
total: 2360500 
último:
 
>
história local > personalidades > Daniel Gomes Junqueira, D.
Daniel Gomes Junqueira, D. [11/04/1894]

[ toponímia ]

[ + personalidades ]

 
biografia
D. Daniel Gomes Junqueira filho de Manuel Gomes Junqueira e de Inês Martins, nasceu na freguesia poveira da Estela, em 11 de Abril de 1894. Entrou para o seminário das Missões do Espírito Santo da Formiga, em Ermesinde, em 28 de Setembro de 1907.Em 1910 fez o 3º ano liceal, na cidade do Porto.
Depois da proclamação da republica, o encerramento de todos os colégios e seminários congreganistas provocou a sua ida para França, onde se matriculou no instituto livre de saint-pé de bigorre, nos, Pirinéus, a cerca de 4 quilómetros de Lourdes. Em 1911, seguiu para a Bélgica, onde frequentou a escola apostólica das Missões do Espírito Santo de Gentinnes, onde concluiu os estudos secundários, em 1913.
Em 18 de Setembro de 1913, entrou no Noviciado da Congregação do Espírito Santo, em Chevilly, nas proximidades de Paris, Noviciado que em Agosto de 1914, por motivo da invasão alemã, foi transferido para a Abadia de Langonnet, na Bretanha. Aí faz a sua profissão religiosa, no dia 18 de Outubro de 1914.
Nesta abadia, frequentou e concluiu o Curso Superior de Filosofia e teologia, tendo feito os votos perpétuos em 5 de Outubro de 1918.Feita a sua consagração ao Apostolado em 13 de Junho de 1919, foi colocado como professor de francês e inglês, na Academia de Línguas de San Atilano, em Zamora, Espanha. Regressou a Portugal em 1920 e até 1928 foi, sucessivamente, professor e ecónomo na Escola Missionaria do Espírito Santo, em Braga, professor de Dogma e de Escritura Sagrada no Seminário Maior do Espírito Santo de Viana do Castelo, e director do seminário do espírito santo, de braga. Em 1928 foi nomeado Superior do Seminário das Missões do Espírito Santo, de Godim, funções que desempenhou até 1938, tendo sido, ao mesmo tempo, pároco da freguesia de S. José de Godim e Director Espiritual do Seminário Maior de Lamego.
Em 10 de Junho de 1938, sua santidade o Papa Pio XII nomeou-o Perfeito Apostólico do Cuambo e Vigário-Geral do Huambo, em Angola, para onde seguiu em 24 de Novembro de 1938. Em 7 de Janeiro de 1944, foi nomeado, pelo mesmo Papa, Administrador Apostólico da capital do Distrito do Bié até à tomada de posse dessa Diocese, como Bispo, de D. António Ildefonso dos Santos Silva.
Em 1 de Junho de 1941 – dia de Pentecostes – foi sagrado Bispo, na Catedral de Luanda, sendo sagrante o então Arcebispo de Luanda, D. Moisés Alves de Pinho e consagrantes D. Paulo Biechy (bispo de Brazzaville) e D. Henrique Friteau (Bispo de Loango ), ambos da Congregação de Espírito Santo. D. Daniel tomou posse da Diocesse de Luanda em 8 de Junho de 1941. Em 30 de Junho de 1941 foi criada a Diocese de Sá de Bandeira, em desdobramento da de Nova Lisboa, da qual foram destacados os distritos da Huila e de Moçâmedes, tendo sido D. Daniel nomeado Administrador Apostólico da Nova Diocese de Sá Bandeira, até à tomada de posse do novo Bispo, D. Altino Ribeiro Santana (era goês e tomou posse da sua Diocese em 6 de Janeiro de 1956).
Por ocasião do seu jubileu episcopal, em 1966, o Santo Padre Paulo VI endereçou-lhe uma carta, nela salientado o seu «religioso cuidado, esclarecida.

BARBOSA, Fernando – Toponímia da Póvoa de Varzim. Póvoa de Varzim Boletim Cultural. Póvoa de Varzim: Câmara Municipal, Vol. XIX, nº. 1 (1980), p. 119-121.



 
Biblioteca Municipal
Rocha Peixoto

Rua Manuel Lopes
4490-664 Póvoa de Varzim

+351 252 616 000
biblioteca@cm-pvarzim.pt


<b>Biblioteca Municipal  Rocha Peixoto</b>  Rua Manuel Lopes  4490-664 Póvoa de Varzim   +351 252 616 000  biblioteca@cm-pvarzim.pt











Ano Europeu do Património Cultural 2018
Ano Europeu do Património Cultural 2018 Ano Europeu do Património Cultural 2018

Repositório Digit@l  João Francisco Marques
Repositório Digit@l
João Francisco Marques
Repositório Digit@l  João Francisco Marques



Repositório Digit@l  ROCHA PEIXOTO
Repositório Digit@l
ROCHA PEIXOTO
Repositório Digit@l  ROCHA PEIXOTO

saber mais
saber mais saber mais

biblioteca | início  
...
  Câmara Municipal da Póvoa de Varzim
 
. | . | .

[ (c) 1995-2016 Biblioteca Municipal Rocha Peixoto - Póvoa de Varzim ]